Igreja SUD Mundial

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com sede na cidade de Salt Lake, USA, tem cerca de 12 milhões de membros. Mais da metade dos membros moram fora dos Estados Unidos.

Neste Blog estou aqui para dá nóticias de todos os lugares da Igreja Sud e tornar este Blog o seu kantinho para todos os leitores.

domingo, 31 de outubro de 2010

Dilma é eleita 1ª mulher presidente do país


  No primeiro discurso, Dilma diz
ter meta de erradicar miséria (AP)
TSE deu resultado às 20h13. Com quase 100% apurados, petista tem 56% dos votos.



Dilma foi eleita presidente neste domingo (31) superando José Serra (PSDB) no segundo turno. O resultado foi anunciado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às 20h13, quando ela já não podia mais ser alcançada pelo adversário.
O vice-presidente eleito, deputado federal e presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), acompanhou o pronunciamento, assim como dezenas de políticos aliados entre governadores, ministros, senadores e deputados, entre os quais o ex-ministro Antonio Palocci (PT-SP) e José Eduardo Dutra, presidente do PT, ambos da coordenação da campanha da petista. Ao chegar, ela foi recebida ao coro de “olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma” e depois os aliados cantaram o Hino Nacional.
Liberdades de imprensa e religião
No pronunciamento, além da erradicação da miséria, Dilma  também destacou como compromissos a liberdade de imprensa e a liberdade de religião. Mas ressalvou que o "primeiro compromisso" no cargo é "honrar as mulheres".
“Esse fato é um avanço democrático do Brasil. Pela primeira vez uma mulher presidirá o Brasil. Meu primeiro compromisso é honrar as mulheres brasileiras para que este fato, até hoje inédito, se torne natural”, disse.
Ela prometeu valorizar a democracia “em toda a sua dimensão” e fez questão de destacar que o seu governo será pautado pelo respeito à “ampla liberdade de imprensa e religiosa”.
“Farei um governo com ampla de liberdade de imprensa, religiosa e de culto. Vou zelar pela observação criteriosa dos direitos humanos e zelarei pela nossa Constituição”, disse Dilma no início do discurso.
Noutro momento de sua fala, voltou a falar da imprensa. "Prefiro o barulho da imprensa livre ao silêncio das ditaduras", declarou a presidente eleita, para quem as críticas do jornalismo "ajudam o país".
"Não nego que, por vezes, algumas das coisas difundidas me deixaram tristes, mas quem, como eu, lutei pelo direito de opinião, dedicamos toda a nossa juventude ao direito de expressão somos amantes da liberdade."
Economia
Na parte econômica do discurso, Dilma destacou que, no curto prazo, não será possível contar com ajuda das economias mais desenvolvidas e que o Brasil precisará apostar em seu mercado interno.
“No curto prazo, nós não contaremos com força das economias desenvolvidas para puxar nosso desenvolvimento. Por isso, se torna importante nossa política, nosso mercado e nossas decisões econômicas”. A petista afirmou que não há intenção de “fechar o país ao mundo” e que vai trabalhar para abrir mercados e defender a regulação nos mercados internacionais.
A presidente eleita afirmou que seu governo vai manter a inflação sob controle, melhorar os gastos públicos, simplificar a tributação e melhorar os serviços para a população.
Ela disse que não fará “ajuste” que comprometa esses serviços e que tem como meta um crescimento "sustentável" de longo prazo a taxas elevadas. “Acima de tudo, quero afirmar compromissos com metas econômicas, contratos firmados e conquistas estabelecidas”.
Ela afirmou que vai criar mecanismos para beneficiar pequenos empresários. “Ampliarei o Supersimples [regime de tributação diferenciado para pequenas empresas] e construirei modernos mecanismos de aperfeiçoamento econômico, como fez o nosso governo.”
Segundo a presidente eleita, em seu governo “as agências reguladoras terão todo o respaldo para atuar com autonomia e determinação”. “Apresentaremos sempre com clareza nossos planos de atuação governamental e trataremos com transparência nossas metas e resultados.”
Oposição
Dilma afirmou que não discriminará governantes de oposição. "Aos partidos de oposição e aos setores da sociedade que não estiveram conosco nesta caminhada estendo minha mão a eles. De minha parte não haverá discriminação", declarou.


31/10/2010 20h15 - Atualizado em 31/10/2010 23h24

Conheça a trajetória da primeira mulher presidente do Brasil

Dilma Rousseff nasceu em Belo Horizonte em 1947.
Presidência é seu primeiro cargo eletivo.

Marília Juste Do G1, em São Paulo

Dilma RousseffDilma Rousseff (Foto: Roberto Stuckert Filho)
A primeira mulher eleita presidente do Brasil, Dilma Vana Rousseff, é uma mineira radicada no Rio Grande do Sul, filha de uma professora e de um imigrante búlgaro. Neste domingo (31), a economista – e avó – de 62 anos conquistou o direito de exercer seu primeiro cargo eletivo. À trajetória dela se misturam alguns dos episódios marcantes da história recente do Brasil, como a resistência à ditadura, a redemocratização do país e a consolidação de uma ordem política equilibrada entre dois blocos pelo PT e pelo PSDB.
Dilma nasceu em 14 de dezembro de 1947, em Belo Horizonte. Entrou na política ainda no antigo colegial, na oposição ao regime de exceção instaurado em 1964. Começou na Organização Revolucionária Marxista – Política Operária (Polop), movimento que, na sua origem, era uma espécie de coalizão de dissidentes, com quadros do PCB, do PSB e do trabalhismo, além de trotskistas e outros marxistas. Na Polop, ela conheceu o primeiro marido, Cláudio Galeno de Magalhães Linhares. Ao lado dele, mais tarde, optou pela luta armada e se juntou ao Comando de Libertação Nacional (Colina).
saiba mais
O ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel conheceu Dilma nessa época e é amigo pessoal da nova presidente até hoje. “A Dilma é, e sempre foi, uma pessoa muito inteligente, acima da média. Ela tem uma bagagem cultural muito grande, lia muito desde menina, talvez por influência do pai”, conta. O pai, Pedro Rousseff (Pétar Russev, na língua materna), era um imigrante búlgaro que criou os três filhos com rigidez europeia em Minas Gerais. A mãe, Dilma Jane Silva, era professora.
Em 1970, quando já fazia parte da Vanguarda Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), Dilma Rousseff foi presa pela Operação Bandeirante e detida no Departamento de Ordem Política e Social (Dops), onde foi torturada. Condenada pela ditadura, foi levada ao Presídio Tiradentes. Foi libertada no fim de 1972 e se mudou para Porto Alegre, terra de seu segundo marido Carlos Franklin Paixão de Araújo, com quem teve sua filha, Paula.
“Dilma teve uma experiência muito dura na prisão”, conta Pimentel. “Por isso, é uma pessoa que conhece muito bem onde estão os seus limites. Isso faz dela uma mulher muito forte”, diz o ex-prefeito.
Na capital gaúcha, ela cursou ciências contábeis na Universidade Federal do Rio Grande do Sul de 1974 a 1977. Com a volta de Leonel Brizola ao país após a Anistia, Dilma se filiou em 1980 ao recém-fundado Partido Democrático Trabalhista (PDT). Até 1985, ela trabalhou como assessora de deputados do partido na Assembleia Legislativa do estado.
Dilma (no alto) com a famíliaDilma (no alto) com a família (Foto: Roberto
Stuckert Filho)
“Dilma tem uma biografia política relativamente recente”, afirma o cientista político Marcelo Coutinho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Ela começa com um papel em um momento histórico muito importante para o país. Depois, se retira, passa a se dedicar mais à família e reaparece no Rio Grande do Sul, para atuar junto ao PDT”, explica.
O ex-governador do RS Alceu Collares conta sobre a atuação de Dilma nos primórdios do PDT. “Dilma estava junto com a gente desde o começo das conversas sobre o que a gente queria que fosse o movimento dos trabalhistas”, conta. “Fizemos reuniões para montar nosso plano de governo para Porto Alegre. Grande parte desses programas foi feita na casa dela”, diz ele.
Em 1987, Dilma foi secretária das Finanças da prefeitura da capital gaúcha, sob a gestão de Collares. Em 1989, virou diretora-geral da Câmara dos Vereadores. Quando Collares foi eleito governador do estado, Dilma passou ao cargo de presidente da Fundação de Economia e Estatística (FEE) do RS, onde ficou de 1991 a 1993, quando virou secretária de Energia, Minas e Comunicações.
“Escolhi a Dilma para as duas secretarias porque ela sempre demonstrou muita experiência. Ela é uma mulher determinada”, afirma Collares. “Dizem que ela é brava. Não é. É determinada”, afirma.
Com o fim do mandato de Collares, a nova presidente do Brasil voltou para a FEE, até 1997. Em 1998, Olívio Dutra, do PT, foi eleito governador com o apoio do PDT de Dilma e ela voltou à Secretaria de Energia, Minas e Comunicações. Mas quando Brizola e o PDT romperam com os petistas, Dilma e outras lideranças do partido no Rio Grande do Sul optaram por deixar o PDT e se unir ao PT de Dutra.
“Ela vinha de uma linha brizolista, mas sempre teve uma ligação muito forte com o PT, então não foi uma grande surpresa”, diz Coutinho.
Dilma ficou no cargo até o fim do governo Dutra, em 2003, e participou das negociações do governo do Rio Grande do Sul com o governo federal para gestão da crise energética de 2001.
Governo Federal
Quando Lula assumiu o governo, Dilma foi chamada para assumir o Ministério das Minas e Energia e evitar um novo apagão. “É aí que ela passa a ter um papel de fato importante”, avalia o professor da UFRJ. “Dilma teve ampla liberdade para montar sua equipe e fez um trabalho positivo”, afirma Coutinho. “No mais, é uma passagem que se destaca por uma forte lealdade ao presidente Lula, que garante que ela abra espaço no governo”.
Dilma Rousseff em campanha em Belo Horizonte, ao lado de Fernando PimentelDilma Rousseff em campanha em Belo Horizonte,
ao lado de Fernando Pimentel
(Foto: Roberto Stuckert Filho)
No ministério, Dilma apresentou um modelo para mudar a regulamentação do setor elétrico, mantendo a presença privada, mas aumentando as funções de regulamentação e controle do Estado. E lançou o projeto “Luz para Todos”, para levar energia elétrica às áreas rurais ainda não atendidas pelas redes principais do país.
Após o escândalo do mensalão, que derrubou o então ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, Dilma foi convidada por Lula para a função, em 2005. “Na Casa Civil, Dilma coordenou todas as ações do governo, as bem e as mal sucedidas”, diz Marcelo Coutinho.
Ali, ela trabalhou na formulação do principal projeto do segundo mandato de Lula, o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), um conjunto de iniciativas de infraestrutura, habitação, transportes e geração de energia. Repetidas vezes, durante o lançamento do projeto e a campanha presidencial de 2010, Lula a chamou de “mãe do PAC”.
Para Alceu Collares, a popularidade de Lula na presidência se deve diretamente ao trabalho de Dilma. “Quando o Dirceu estava lá, a Casa Civil fazia encaminhamentos de projetos. Com a Dilma, passou a cuidar da execução de projetos”, diz ele. “A minha observação é que a Casa Civil passou a ter alguém que estava fazendo um bom trabalho, começou o aumento na popularidade do presidente”, avalia.
Em abril de 2009, Dilma convocou uma coletiva de imprensa para anunciar que estava se submetendo a um tratamento contra um câncer em seu sistema linfático. Após sessões regulares de quimioterapia em São Paulo, seus médicos anunciaram que ela estava curada em setembro do mesmo ano.


PSDB - Serra

Serra diz que deseja que Dilma 'faça bem' ao Brasil

Ele afirmou que respeita a "voz do povo nas ruas".
Tucano afirmou que enfrentou "forças terríveis" durante a campanha.

Carolina Iskandarian e Mariana Oliveira Do G1, em São Paulo
O candidato do PSDB à Presidência, que perdeu a disputa para a candidata do PT Dilma Rousseff, afirmou na noite deste domingo (31) que deseja que a nova presidente "faça bem" ao Brasil.
"Nós recebemos com respeito e humildade a voz do povo nas ruas. Quero cumprimentar a candidata eleita Dilma Rousseff e desejar que faça bem ao nosso país", afirmou em pronunciamento iniciado pouco depois das 22h30 deste domingo.
José Serra faz pronunciamento em São Paulo 
José Serra faz pronunciamento em São Paulo
Ele ainda agracedeu a votação recebida no segundo turno. "Disputei com muito orgulho a Presidência e digo aqui, de coração, quis o povo que não fosse agora, mas sou grato aos 43 milhões e 600 mil de brasileiros e brasileiras que votaram em mim. Muito obrigada a vocês de todo nosso país."

Priscila - 2 Concurso SINDITÊXTIL 2010

 
Minha Cunhada está aparticipar do 2 Concurso da Costura Modelagem Design.  Uma entrevista com ela.
O SINDITÊXTIL pelo o segundo ano divulga aos interessados em Moda, concurso para quem estuda, trabalha com moda, seja profissional ou auto-didata. Veja abaixo a Lâmina de divulgaçao:




De todos os inscritos, foram selecionados 10 melhores trabalhos/participantes que criaram suas peças e deverão enviar para a produção do evento que exibirá durante desfile, o qual  aconteçerá no  Mucuripe   Club, dia   04 de  Novembro   ( 19h ) e  como convidada, Fernanda Motta      (cerimonialista ). 



Abaixo, vejam os  finalistas:


ANDRÉ LUIS CASTRO E SILVA MOURA
ERVESON JAKSON SALDANHA
FARADIBA LIMA DO NASCIMENTO
HALYNE ANGELIM DIAS
JAIME BEZERRA DE FREITAS
LÁZARO DE SOUZA BEZERRA
MARCELO AUGUSTO BELISARIO DOS SANTOS
MARIA DANIELE GOMES DE LIMA
* PRISCILA DE OLIVEIRA GUIMARÃES *
ROGÉRIO PEREIRA DA SILVA

Foto dos finalistas
                                  Priscila é  terceira do lado esquerdo.


Em especial entrevistei uma das participantes, a qual prontificou-se rapidamente em participar da matéria, Priscila Guimarães, estudante de Moda e Estilismo na UFC e Priscila Guimarães ainda tem em sua equipe para o Sinditêxtil 2010 , como: Priscila Aranha( Direção de Make ) e Lú Vieira ( Atelier de Costura ). Patrocinadores: Nina Bijoux, Pemalex, In Stock.






Qual o histórico de Priscila Guimarães? 
Sou natural do Rio de Janeiro, tenho 28 anos, graduada em Artes Visuais – CEFET-CE, pós graduada em Comunicação e Imagem na UFC e graduanda em Design de Moda – UFC ( Design de Moda UFC, antigo Estilismo e Moda -UFC – Nova grade reformulada pelo MEC). Aluna do primeiro semestre do curso de Design de Moda – UFC.

O que estimulou a Priscila em participar do concurso e qual a sensação de ver o seu nome entre os 10 finalistas? 
Quando entrei no curso de Moda e principalmente pela UFC, foi a maior satisfação da minha vida, desde do primeiro dia os professores incentivam você a ser capaz, lhe dão uma acolhida com festas, (caloradas), palestras, filmes... tudo na primeira semana de aula, pra você ir conhecendo esse mundo mágico e louco que é um curso de moda. Então, quando apareceu a oportunidade desde concurso eu pensei logo, vou me atirar de corpo e alma. Mesmo se eu não souber eu pergunto. E desde já todos os professores se disponibilizaram para me ajudar, um com desenho, outro com modelagem, outro com experiências. Além de grandes amigos que formei. Acreditei e fui fundo, passei noites sem dormir, mas tudo foi esquecido quando meu nome saiu na lista de um concurso nacional. A ainda carregando a responsabilidade de ser a única estudante da UFC, já que lá tem alguns formados pela mesma instituição. Não quero fazer feio, e sim orgulhar amigos e professores.

 Neste 2o. Concurso Sinditêxtil  - costura, modelagem e design  você estar participando em qual categoria? 
Na categoria Design

 Já participou de algum concurso de Moda?
Não

Pra você, qual o sinônimo de Moda?
Moda é um comportamento que exprime comunicação. A moda em si, vem e passa, o que fica é simplesmente um estado de satisfação sublime que se repetirá logo na moda seguinte. Porém, o que envolve a moda não é só isso, é toda uma cadeia produtiva onde cada um tem seu valor, desde costureiras, artistas, indústria. Nada é por acaso e a chama que faz isso tudo funcionar é a necessidade do ser humano de se sentir especial
  
Quais os pontos relevantes para o profissional de moda?
Principalmente conhecer  a base, o chão de fábrica. Ter bons contatos com a mão de obra e conhecer as inovações do mercado em aviamentos e tecnologias têxtil. Depois disso tudo na ponta língua você conhece seu público, na verdade seu mercado. O conselho que dou é, faça parcerias, pergunte, peça conselhos, mas nunca deixe de acreditar nas suas ideias.

Qual ou quais são seus projetos neste segmento?
Se for segmentos futuros na área de moda, eu ainda não sei. Tenho muitas ideias, me apaixonei por modelagem, mas adoro o mundo da criação. Mas o que sei é que quero agregar conhecimento, pois o saber nunca é demais.

Qual sua expectativa no concurso, visto que o ganhador  além de ganhar prêmio em dinheiro, se tornará conhecido na mídia e no meio fashion?
Claro que o prêmio é uma coisa boa, mas como estou dentro do processo estou vendo como os idealizadores do concurso , Sinditêxtil, estão engajados e querendo fazer com que esse evento se torne fixo no calendário de moda do Brasil. O concurso é nacional e a produção super refinada. Organizar um evento desse ultrapassa e muito o valor do prêmio. O que vem no futuro são consequências, abre portas e ainda alimenta a alma.

Qual  profissão vc escolheria, se não fosse da área Moda?
Sou Design Gráfica, trabalho com pesquisa e adoro a área acadêmica. Sou artista e nunca vou esquecer-me disso, já expus obras no Mauc - UFC, já participei do Salão de Abril e por aí vai... e agora Sinditêxtil.

Qual sua dica para quem deseja trabalhar no mundo fashion?
Estudeeeeeeeeeeeem. O mundo fashion não tem nada de moleza, se vc não souber como faz desde uma casa de botão, então você não pode dizer se ela está  boa ou não. E quando se estiver começando, é bom saber, porque às vezes a gente tem que arregaçar as mangas e trabalhar, e muito.  Se você não conhece as técnicas você não pode utilizá-las. Isso porque vc não às conhece !!! e é aí que o profissional de moda começa a decair, pois pode acabar na tentação da cópia. E isso é fatal. Então vai a dica, “ Conhecimento é poder”

Priscila Guimarães - Artes Visuais- Comunicação e Imagem- Design de Moda
 
Dia 4 de Novembro , quinta-feira 19h no Mucuripe Club/ Arena  - Vamos homenagear Priscila 
 
Guimarães, conto com você!

Comente...

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Pesquisa GPP mostra empate técnico com Serra na frente


HOJE - 29de outubro de 2010

Agência Estado

Serra e Dilma fazem debate ameno



REPASSEM, TODOS PRECISAM VOTAR!!!
Pesquisa GPP mostra empate técnico com Serra na frente
Terça, 26 de Outubro de 2010  
O instituto GPP registrou no TRE uma pesquisa onde mostra que o candidato José Serra lidera a disputa com 52% dos votos válidos e Dilma com 48%. Os números  são diferentes dos  divulgados pela mídia nacional, o que provoca um reboliço.
A pesquisa ouviu 4.047 pessoas  entre os dias 22 e 24 de outubro no país inteiro, “registramos a pesquisa para mostrar para a população e dizer o seguinte: “não viaje, fique na sua cidade e vote. Porque se isso acontecer, o Serra será presidente do Brasil. A eleição vai ser apertada para qualquer um dos lados”, diz o candidato a vice-presidente Índio da Costa.
Segundo ainda informação do Instituto GPP,  o único que acertou os números no primeiro turno, estes números são de uma pesquisa de campo e não do tracking tucano, que faz pesquisa telefônica. De qualquer maneira, eles estão próximos do que tem constatado o tracking: uma vantagem para Serra, mas ainda em situação de empate técnico.
O Instituto GPP goza de credibilidade e tem um histórico de acerto em pesquisas sobre intenção de votos, que realizou em outras disputas eleitorais, inclusive no primeiro turno das eleições presidenciais deste ano, quando acertou o resultado.
A pesquisa foi registrada no TRE sob o número 37.219/2010
Se vocês entrarem no site da JOVEM PAN
http://jovempan.uol.com.br/enquete-brasil-eleicao-2010
vão ver que, na enquete de ontem, o Serra ficou na frente na maioria dos municípios pesquisados.
Clique nas cidades sobre o mapa, aguarde, e veja o resultado ao lado.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Toshi é o grande campeão do Hipertensão


Toshi é o grande campeão do Hipertensão

sex, 22/10/10 por Adm.Blog | categoria Toshi


Depois de quase dois meses, o Hipertensão já tem um vencedor. Toshi venceu Marcos na prova final e faturou os R$ 500 mil. O analista financeiro entrou no quarto programa, após a desistência de Toncley, e já foi visto como um forte concorrente pelos outros jogadores. Sou muito dedicado em tudo que faço. Eu quero fazer bem, fazer direito, ser o melhor”, adiantou o descendente de japonês no seu vídeo de apresentação.

Com 29 anos, Fábio Toshi impressionou pelo seu forte porte físico e concentração, além disso ele já chegou vencendo a primeira prova da qual participou. Essa vitória da estréia foi obtida em dupla com a gaúcha Andressa, a vaidosa participante que ele “adotou” como parceira após ser meio rejeitada pelos outros rapazes. “Você me faz acreditar em mim mesma”, declarou a ‘barbie’ para o fortão. Aliás, o casal ganhou a Prova de Imunidade mais duas vezes seguidas, provocando a ira do grupinho liderado por Marcos, que logo tratou de combinar votos para colocar Toshi para encarar sua primeira Prova de Eliminação, da qual ele se safou.
Com sua sorte e ótimo desempenho, o ‘samurai´ virou o alvo predileto da maioria da casa, travando uma disputa particular principalmente com Marcos, Janine e Leo, jogadores que se consideravam fortes até a entrada do paulista. Nos primeiros dias, Toshi não se intimidou e até aconselhou seus rivais durante um almoço: “Utilize a raiva para o seu benefício, canalize ela pra te dar força”. Lucas foi um dos que prestou atenção no que ele disse e completou: “Escutem o que o Toshi fala, dá certo”.
Manu, Nanda e Andressa eram as únicas na casa que se relacionavam bem com o invejado analista e não votavam nele nos Conselhos. A gaúcha então se derretia pelo seu ‘protetor’. “Um japa em minha vida”, declarou a moça certa vez. “Ele é uma pessoa com muita garra. É muito certo em tudo que faz e é muito confiante”, completou. A relação da loura com Toshi gerou até comentários da ‘panelinha’ rival. “Ela está adorando ser protegida, se contentando em possivelmente não ser ganhadora dos R$500 mil. Ele está adorando ter um adversário possivelmente mais fraco numa final. Uma mão lava a outra” resumiu a baiana Lorie.
Enquanto a maioria dos participantes expressava claramente suas decepções ou frustrações com choros ou fortes discussões, o oriental conseguia manter a concentração e ficava em silêncio. “Ele não fala, não se comunica. É completamente introspectivo”, criticava Marcos, seu rival número um. Quando Andressa desistiu de uma das provas, Toshi ficou muito decepcionado e o máximo que fez foi não falar com ninguém. Todos perceberam que ele estava diferente e a amiga Nanda foi perguntar o que estava acontecendo. “Fiquei chateado porque a Andressa nem tentou (fazer a Prova de Fogo). Porque queria muito, muito que fosse Janine e Marcos para a Prova de Eliminação agora”, revelou ele.
Com a aproximação do final cada vez mais perto, a rixa entre Toshi e Marcos foi ficando cada vez maior até que a guerra foi claramente declarada. “Não me importo de ir para eliminação, mas, no dia em que o Marcos for, eu quero ir”, disparou o ‘samurai’ certo dia. Foi quando o gerente de marketing desabafou: “Pra mim quanto antes ele for embora é melhor”. As alfinetadas entre um e outro continuaram até o dia da grande final, cuja última prova foi justamente disputada pela famosa dupla e vencida pelo equilibrado Toshi.

Marcos fica em segundo e leva R$ 100 mil

sex, 22/10/10



“Inteligente”, “forte” e “jogador”. Estes foram os principais adjetivos atribuídos a Marcos, o vice campeão do jogo, ao longo da disputa. Mas engana-se quem acha que só os adversários do paulista o classificavam dessa maneira. O próprio gerente de Marketing se encarregava de se auto-intitular. “Eu sou realmente um cara muito inteligente. É fato. Eu tenho estratégia na cabeça”, disse Marcos para Toshi durante uma das muitas discussões entre os rivais. Sem sombra de dúvida, ele foi o maior estrategista do Hipertensão.
O desempenho de Marcos no jogo foi espetacular. Ele participou de apenas quatro Provas de Fogo e uma Prova de Eliminação, esta só no antepenúltimo programa. No Conselho, foi indicado para a berlinda uma única vez. Já era de se esperar que o paulista fosse disputar a grande final com o seu maior concorrente, Toshi. Por muito pouco, Marcos não levou os R$ 500 mil, mas garantiu R$ 100 mil.
Onde havia Marcos, havia declarações polêmicas. A rivalidade particular que ele manteve com Toshi foi um dos maiores destaques da convivência na Casa. “Toshi não me intimida no jogo e nem pessoalmente. Em todos os sentidos me acho muito melhor que ele”, já afirmou o gerente de Marketing, que também não perdia a oportunidade de alfinetar quem não fazia parte do seu grupo. “Você deve ser um pouquinho mais nojentinha (fora do programa)”, disse certa vez para a loira Andressa.
Junto com Lorie, Leo, Lucas e Fernanda, Marcos formou a sólida ‘panelinha’ de combinação de votos, que acabou resistindo até a reta final do Hipertensão. Não demorou para ele se tornar o ‘cabeça’ do grupinho, arquitetando planos e prevendo os resultados dos desafios. “Eu sou jogador. É nítido isso. Eu tenho uma formação muito grande em estratégia. Isso me ajuda. O Hipertensão não é nada mais nada menos do que um jogo”, já resumiu Marcos.
Apesar de sua suposta frieza, Marcos também provou que sabe fazer grandes amizades. Ele ficou muito próximo dos companheiros cowboy e Lorie. “Afinidade aqui dentro acho que só com o Marquinhos. Ele com certeza lá fora eu vou querer encontrar. Pretendo manter um contato”, confessou a fotógrafa. E, pelo visto, o abraço vigoroso que Marcos deu em Lucas quando este deu adeus ao jogo não deixa dúvidas sobre os sentimentos do paulista.

http://www.teobaldohp.com/wp-content/uploads/2010/08/danilo602x4521300x225.jpg

Danilo foi ‘Arrastado pelo barco’ e leva R$ 50 mil

O sortudo Danilo, que voltou para o jogo graças aos votos dos amigos, não conseguiu superar Toshi e Marcos. Depois de ter deixado Lucas para trás na primeira prova da grande final do Hipertensão, o estudante deu adeus novamente à disputa. Mas desta vez com muito a comemorar: saiu levando R$ 50 mil reais. “Eu sinto que ganhei o terceiro lugar. Não era nem para eu estar aqui agora. Aqui acabou a minha parte, mas eu fiz ela bem feita”, comemorou Danilo.
Na prova ‘Arrastado pelo barco’ era preciso ficar o maior tempo possível segurando numa corda presa ao barco. Danilo conseguiu ficar apenas 52 segundos e foi eliminado do jogo. Toshi ficou em segundo lugar e fez um minuto e 33 segundos. “A grande dificuldade é a água que bate no rosto. Você não consegue respirar”, contou.
O vencedor dessa prova foi Marcos, que conseguiu se segurar enquanto estava sendo arrastado na água durante dois minutos e oito segundos. O analista de marketing comemorou muito a vitória e não deixou de provocar o adversário Toshi. “Toma, japoronga! Eu sou melhor”, disse.
No próximo bloco, a grande final entre Toshi e Marcos. Quem se sairá melhor?

Lucas é o primeiro eliminado da grande final

http://www.teobaldohp.com/wp-content/uploads/2010/08/lucas602x4521300x225.jpg

qui, 21/10/10 por Editor
A primeira prova desta grande final foi “Salto de bicicleta na água”. Nela, Lucas, Danilo, Marcos e Toshi usaram uma bicicleta para descer uma rampa e cair dentro do rio, onde nadavam até uma boia e pegavam uma bandeira. Quem demorasse mais para cumprir o percurso, era eliminado.
Por apenas um segundo, Toshi (31 segundos) foi melhor que Marcos. Danilo ficou em terceiro e Lucas fez o pior tempo (41 segundos), tendo que deixar o jogo. “Com certeza é uma vivência de vida que a gente não tem lá fora. É muito intenso, prova em cima de prova, momentos de risada, descontração. Toda essa logística do jogo foi muito bacana, muito legal”, contou o cowboy, de 26 anos.
Após o desafio que terminou quase empatado, Toshi e Marcos confessaram o desejo de se enfrentarem na prova final. “Seria muito bom ter o primeiro ou segundo lugar junto com o Danilo. Em contrapartida, existe aquele meu desejo de ter uma final com o Marcos também”, declarou o analista financeiro. Já o gerente de marketing sentenciou: “Meu desejo agora é de ir para a final com o Toshi para dar um caldo no japonês naquela hora final.”
 ----------------------------------------------------------------------------------
Teria sido mais interessant se os finalistas tivesse sido: Toshi, Lucas,  Marcos e Nanda,  os finalistas, já que Nanda foi votada pela Internet  e ganhou com 74%  de votos e não ter escolhido  de todos outra votação com os que foram eliminados.
Nanda era  para ter votado e feito as provas, juntos com os outros. Era o Certo a fazer.

Nanda, és uma vencedora para mim.

Gilsa



Nanda está na final de Hipertensão


 http://www.sucessoweb.com.br/wp-content/uploads/2010/09/nanda-hipertensao-2010-globo.jpg




A prova que definiu o último finalista do Hipertensão fez Lucas e Nanda ficarem com a cabeça presa, literalmente. Os dois se enfrentaram em uma corrida contra o tempo. Deitados e com a cabeça presa numa caixa com cobras e baratas, eles tiveram que se arrastar até alcançarem um gancho que lhes permitia pegar as chaves de fenda. Essas abriam os parafusos da caixa. Lucas foi mais rápido que a cearense e está na final do Hipertensão.







Última eliminada do programa, Nanda foi eleita pelos internautas como a jogadora que deve ter a chance de voltar ao Hipertensão e participar da grande final, que acontece na noite de hoje. A cearense recebeu 74% dos votos da enquete que perguntou quem tinha que retornar para disputar os R$500 mil com Toshi, Marcos e Lucas. Além de semifinalista, Nanda foi a mulher que se mostrou mais guerreira durante todo o programa, encarando sete Provas de Eliminação no total.
Em segundo lugar na enquete, ficou Andressa com 12% dos votos. Danilo, Fernanda, Janine, Leo, Lorie, Manu e Thaís também podiam ser votados.
Afinal, quem realmente será escolhido para voltar ao Hipertensão e disputar a finalíssima? Fique de olho no programa hoje à noite, logo após “A GrandeFamília”.


Nanda
Estudante de Direito, a cearense Nanda, 25 anos, quer ser juíza. Mas antes, quer se jogar na aventura de Hipertensão. “Vai ser uma experiência de vida incrível. Quero testar meus limites no programa. Acho isso bacana. Saber até onde sou capaz de ir. Não tenho fobias. Já que é para entrar no jogo, vou fazer tudo que vier pela frente. Vale até comer bicho. Estou entrando para ganhar”, diz confiante.
Para levar o prêmio máximo de 500 mil reais, Nanda conta com seu preparo físico como trunfo. “Adoro meus treinos de musculação. Faço boxe. É uma liberação de energia muito boa. Me sinto leve. Descarrego todas as energias ruins. E não tenho histórico de desistência. Consigo tudo que quero”.
Solteira, Nanda está num momento de descobertas e o jogo vem no momento certo em sua vida. Na disputa, sua preocupação é o dia-a-dia com os outros participantes. “Acho que a convivência é bem mais complicada do que as provas”.

ENTREVISTA

Como você costuma reagir em uma situação de “hipertensão”?
Sinto medo, me acalmo e enfrento a situação.

O que é uma atitude radical para você?

Ultrapassar limites.
O que faria você desistir da disputa?
Nada.
Que característica sua pode dificultar a permanência no jogo?
Gênio forte.
Vale tudo na disputa?
Com dignidade, sim.
Força, estratégia ou resistência?
Resistência.

Qual é o seu trunfo para chegar ao final do jogo?

Persistência e equilíbrio.
Por que você merece ganhar o programa?
Não desisto de nada que começo e vou dar o meu máximo.

PERFIL

Nome: Maria Fernanda
Idade: 25
Profissão: Estudante
Altura: 1,65
Peso: 60 Kg
Signo: Libra
Mania: Passo o dia de bóbi no cabelo
Esporte: Musculação, corrida e boxe
Time: Flamengo
Heróis: Jesus e minha mãe
Hobby: Boxe
Animal de estimação: Cachorro
Cor: Preto, branco e verde
Filme: “Poder além da vida”
Livro: A Bíblia
Música: MPB
Prato preferido: Peixe
Uma atitude radical: Minha separação
Viagem: Bahia
Frase: A vida é muito para ser insignificante.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Beleza - Dicas de Kaká Moraes


 http://4.bp.blogspot.com/_28D1Y_RspTk/SE1E1-_BElI/AAAAAAAAACk/RXyQ-kPsdBA/s400/kaka%2B-%2Bboca.bmp


Cada nova linha de maquiagem que chega ao mercado traz as cores que prometem ser sucesso na estação. Mas o rosa nunca sai de moda e sempre figura nas prateleiras variando entre tons discretos e vibrantes. Nos últimos meses a cor está bastante presente nas passarelas e até nas novelas da Rede Globo.
O batom clarinho usado pela atriz Mayana Maya, em “Passione”, por exemplo, chegou a liderar o ranking de pedidos na central de atendimento da emissora.
Apostando na versatilidade do rosa, convidamos o maquiador das estrelas, Kaká Moraes, do salão MG Hair, para ensinar como identificar o tom ideal para cada mulher.
Morenas
Assim como o batom rosa clarinho, os tons quentes, como o rosa mais vibrante, valorizam o rosto de quem tem cabelo escuro ou pele morena. O contraste de cores com os fios realça a boca e dá um toque especial ao visual.
Loiras
Um tom de rosa aberto, menos chamativo, valoriza os olhos e dá um ar saudável para as loiras. O mesmo acontece com uma cor mais próxima do lilás, que colore o rosto e suaviza a aparência uniforme entre a pele e o cabelo.
Ruivas
O brilho funciona muito bem em ruivas. Os batons rosa com partículas douradas destacam os olhos e boca sem exagero.
Negras
O rosa queimado e o coral caem muito bem para as negras. Como elas costumam ter a boca carnuda, é indicado que o batom seja seco e opaco para dar um ar sofisticado sem apagar a boca.
 
Dicas de Kaká Moraes
 
1- Quais os segredo de uma maquiagem perfeita?
Do look mais simples ao mais sofisticado, o segredo é deixar a pele perfeita, disfarçando imperfeições e uniformizando o tom. Para isso, você vai precisar do kit básico composto por Base, Corretivo, Pó e Blush. a Avon tem produtos para todos os tons de pele, que não podem faltar em seu nécessaire.
Escolha os seus!
base:Ajuda a cobrir imperfeições e a uniformizar o tom de pele.
corretivo:Ajuda a disfarçar olheiras e pequenas imperfeições, como manchas e acne.
pó:Finaliza a maquiagem e ajuda a fixar a base e o corretivo, dando aspecto aveludado à pele.
blush:É o toque final, destacando as maçãs do rosto e valorizando a maquiagem.
___________________________________________________
2- Como manter os lábios brilhantes e ao mesmo tempo hidratados?
basta olhar as revistas de moda e conferir: o brilho metálico está mais em alta do que nunca,não só nas roupas e acessórios, mas também nos lábios! Consiga esse efeito e ainda mantenha seus lábios hidratados e protegidos com uma das 16 tonalidades de Ultra Moisture Batom FPS 15. Um luxo!!!!!
___________________________________________________
3- Como realçar o olhar?
Seja qual for o seu desejo de beleza, a Avon tem o que você procura para realçar seu olhar. Coma maior linha de Máscaras do mercado, temos opções para quem quer cuvar, alongar, definir ou ter cílios mais volumosos, com fórmulas desenvolvidas com alta tecnolgia e escovas em formatos diferenciados, que facilitam a aplicação e potencializam o efeito desejado. Confira!!!!!
___________________________________________________
4- Como o Batom Extra Volume deixa os lábios volumosos?
Na área clara dentro do batom está concentrada a exclusiva tecnologia Maxi Lip Plumping, com ingredientes ativos que estimulam a produção de Colágeno, aumentam a circulação sanguínea e hidratam intensivamente deixando os lábios mais volumosos.
___________________________________________________
5- Qual a sensação ao aplicar o batom?
Instanteamente, os ingredientes ativos começarão a agir e você sentirá uma sensação refrescante e um leve formigamento.
___________________________________________________
6- Por quanto tempo dura o efeito do volume?
A durabilidade varia de pessoa para pessoa, mas com o uso contínuo o efeito tende a ser cada vez mais duradouro. O Batom Extra Volume pode ser aplicado várias vezes ao dia.
 

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

América Medita 2010

Meditação pela Paz Mundial
PORQUE A PAZ É CONTAGIANTE
Paticipe da naior meditação na história das Américas. Mais de 100 cidades em todo continente. Milhares de pessoas meditando juntos pela Paz Mundial.

Evento gratuito aberto a todas as idades. Não requer experiência prévia. Traga algo para se sentar confortavelmente.

Local : Av. Beira Mar
Quadra Esportiva SESC
Horário: Sábado - 16:30 de Outubro
Hora: 16 horas

Participe da Maior Meditação na história das Américas
No próximo dia 16 de outubro às 16h, acontecerá o América Medita. Milhares de pessoas meditarão simultaneamente, em mais de 100 cidades de todo o continente, pela paz mundial.

O evento será gratuito e aberto para todas as idades. Não sendo preciso ter experiência com meditação. Recomendamos que leve algo para se sentar confortavelmente.
Acontecerá nas seguintes cidades: Assunção, Bogotá, Caracas, Fortaleza, Georgetown (Guiana), La Paz, Lima, Cidade do México, Montevidéu, Montreal, Nova Iorque, Panamá, Paramaribo (Suriname), Quito, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São José de Costa Rica, San Juan de Porto Rico, Santo Domingo, São Paulo, Santiago do Chile, Recife, entre outras.

Locais no Brasil
Rio de Janeiro >> Pedra do Arpoador
São Paulo >> Parque Ibirapuera - gramado entre Marquise e Auditório
Salvador >> Farol da Barra
Recife >> Parque da Jaqueira
Fortaleza >> Av. Beira Mar - Quadra Esportiva SESC
Brasília >> Parque Olhos d'Água (413/414 Norte)
Contatos
Rio [21] 3624 1900 // São Paulo [11] 7027 1239 // Bahia [71] 9983 7061 // Recife [81] 8565 0021 // Fortaleza [85] 8818 1692

Arte de Viver


América Medita 2010 Brasil

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Mineiros resgatados passam bem

Parte dos mineiros resgatados no Chile pode ter alta ainda hoje

O estado de saúde dos 33 homens que terminaram de ser resgatados na noite de ontem de uma mina no norte do Chile "foi uma surpresa" positiva para os médicos, o que poderia fazer com que alguns deles recebessem alta na tarde de hoje.

O subdiretor médico do hospital de Copiapó para onde eles foram transferidos, Jorge Montes, afirmou que "a maioria dos mineiros se comportaram muito bem do ponto de vista médico".

O profissional confirmou ainda que os operários recebem supervisão psicológica, e muitos deles "evoluíram perfeitamente bem". "A situação que se tem hoje sobre o estado de saúde dos 33 mineiros é bastante auspiciosa", completou.

Luz natural

Montes comentou que os olhos dos homens estão em bom estado e que eles "se acostumaram muito bem à luz natural". Ao serem levados à superfície, todos eles traziam óculos escuros para proteger a visão, acostumada à escuridão depois de mais de dois meses a cerca de 700 metros de profundidade.

O médico também disse que os operários "suportaram de forma notável o estresse" e que inclusive "alguns podem receber alta antes das 48 horas (previstas inicialmente para os exames), especificamente esta tarde".

"Calculamos que às 16h (mesmo horário de Brasília) poderiam deixar o hospital alguns mineiros, calculamos entre duas a três pessoas", explicou ele.

Otimismo

Por sua parte, o ministro de Saúde do Chile, Jaime Mañalich - que acompanhou as atividades de resgate - havia garantido que "nossos mineiros estão no hospital bem os 33".

Dessa forma, o titular parafraseou a primeira mensagem enviada pelos homens quando eles foram encontrados com vida em 22 de agosto, 17 dias depois do desmoronamento que bloqueou a saída da mina San José. O bilhete dizia "estamos bem no refúgio os 33".

"Os 33 mineiros passaram uma boa noite, estão felizes de estar de volta à superfície e não vemos nenhum problema", garantiu Montes, assinalando que "alguns deles têm algum tipo de complicação menor, mas nada" que exija muito cuidado.

Sobre o mais velho do grupo, Mario Gómez, de 63 anos, que trabalha com mineração desde garoto e sofre de silicose (doença comum entre profissionais do ramo), afirmou que sua saúde "evoluiu perfeitamente", com tratamento antibiótico, entre outros, e que os médicos esperam "tê-lo rapidamente de volta a sua casa".

Icapuí


Fotos de Icapuí - Praia de Barreiras vista do alto


O infinito coqueiral, marca registrada do município de Icapuí, abraça o oceano por toda a extensão costeira da cidade. Do alto da praia de Barreiras de Baixo (ou Barreiras da Sereia), podemos ver esse "namoro" da natureza em uma paisagem que enche os olhos de quem ver. Parada obrigatória para quem gosta de admirar um belíssimo visual.

“Salve terra de verdes coqueiros”, diz os versos do hino da cidade de Icapuí. Situada no extremo leste do Ceará, encanta não somente pelo vasto coqueiral - as belezas naturais do município estão presentes em cada detalhe, cada curva que o vento dar. O mar verde dos coqueiros se confunde com o mar azul do infinito, bordado com falésias exóticas e misteriosas. A tranqüilidade das ondas abraça os pescadores e suas embarcações. O povo, “que é grande, generoso e feliz de verdade”, estão nos versos do mesmo hino, num misto de beleza e magia presentes neste pequeno paraíso.

As praias têm uma silhueta única, onde cada curva desnuda uma paisagem diferente. É como se Icapuí fosse todos os lugares em um só. Cada pedra à beira-mar parece ter uma história para nos contar, e cada vela de jangada exibe a altivez de um povo simples e acolhedor. As falésias compõem um cenário místico, intrigante às vezes, que atrai os olhares curiosos de quem por aqui passa. As dunas serpenteiam sobre a vegetação e dançam com o vento, numa eterna música que transforma a paisagem a todo instante.

As histórias, os mitos e as lendas estão presentes em cada uma dessas paisagens. Há sereias encantadas que habitam a “pedra da moça”, há vestígios de holandeses que remontam a história do descobrimento do Brasil. Há contos de pescadores em suas aventuras em alto-mar. Mar esse que, de vez em quando, confunde-se com o azul do céu.

Em Icapuí você também encontra árvores que moram no mar, moradia de uma infinidade de espécies da fauna e da flora; rios que não são rios, mas que abrigam o descanso dos barcos trabalhadores. Tem o mar que vai embora e quase esquece de voltar, mas sempre volta - ou pra ver o sol dormir, ou pra ver ele acordar. Tem praias onde a paisagem é somente a praia, nada mais. Uma extensa faixa de litoral que humildemente diz a todos: “aqui, o Ceará termina ou começa”.

Fotógrafo Alex Uchôa mostra as belezas de Icapuí em sua exposição

Foto: ClaudiMar
O Caderno 3 do Diário do Nordeste de hoje (9/10), traz matéria sobre exposição de fotos do fotógrafo Alex Uchôa, que está em cartaz no Espaço Cultural Correios, na capital cearense. As fotos exibem a exuberância de 20 praias do estado e Icapuí não poderia ficar de fora.

No Ceará é assim

Exposição com registros das praias de 20 municípios cearenses, feitos pelo fotógrafo Alex Uchôa, está em cartaz no Espaço Cultural Correios

Ao longo de 12 anos, o fotógrafo Alex Uchôa vem se dedicando a registrar as paisagens naturais. Desta vez, a atenção se volta para as praias do Estado, na exposição "Ceará - Um Litoral Único", em cartaz no Espaço Cultural Correios, até 6 de novembro. Com 40 imagens, a mostra traz, além da natureza, a cultura e o estilo de vida de 20 municípios litorâneos do estado. "Desde que comecei a fotografar venho acumulando esse material. Como foi se aproximando o dia da exposição, tive de ir atrás de registros de Itapipoca, Barroquinha, Amontada e Itarema, que ainda não havia feito", conta o pernambucano, que mora no Ceará desde 1992.
...
Nas fotos, aparece o conjunto de dunas móveis e fixas de Jericoacoara até Camocim. Já entre Aracati e Icapuí, surgem as falésias de variadas cores e formas; em Aquiraz e Cascavel, rios que atravessam mangues e dunas até desembocar no mar; e em Trairi e Paracuru, espaço para as piscinas naturais. Além desses, também fazem parte da exposição Fortaleza, Fortim, Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Paraipaba, Itapipoca, Amontada, Itarema, Acaraú, Cruz, Jijoca de Jericoacoara, Camocim e Barroquinha.


Visitem Icapuí!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Chile encerra resgate de 25 horas após 6º socorrista deixar mina

14/10/2010 00h33 - Atualizado em 14/10/2010 00h38

Chile encerra com sucesso operação de resgate em mina

Manuel González Pavez, foi o último a deixar a mina.
A mina foi fechado pelo Presidente Sebastián Piñera

 

Presidente Chileno, Sebastián Piñera e todos da operação a espera Manuel González

Todos os 33 mineiros e 6 socorristas foram içados à superfície.
Operação durou mais de 25 horas e foi completada sem incidentes.


A chegada  de Manuel González, com o Presidente e os Mineirose outos da Operação

 A operação de retirada dos mineiros foi iniciada às 23h18 da terça-feira (12), com a descida ao refúgio do socorrista Manuel González Pavez, e só chegou ao final às 0h32 desta quinta-feira (14), quando o sexto e último socorrista que ajudou na retirada dos mineiros chegou à superfície.

Após mais de 25 horas de trabalho, o Chile concluiu com sucesso o resgate de todos os 33 mineiros e 6 socorristas que estavam confinados a uma profundidade de quase 700 metros. A operação de resgate, sem precedentes na história da mineração, foi concluída sem incidentes 70 dias após o acidente de 5 de agosto numa mina de cobre em Copiapó, no norte do país.

A retirada dos 33 mineiros terminou às 21h55 desta quarta (13), com a saída de Luis Urzúa Iribarren, de 54 anos, último mineiro resgatado. Com a chegada da cápsula à superfície, uma sirene tocou por alguns segundos e foi feito um anúncio formal de que todos haviam sido resgatados e estavam em perfeitas condições. O presidente do Chile, Sebastián Piñera, parabenizou Iribarren.
saiba mais
A cada mineiro que chegava à superfície, a equipe de resgate e familiares comemoravam muito, e os mineiros, sempre emocionados, passavam por uma bateria de exames médicos.
A previsão inicial era de que a operação pudesse durar até 48 horas, mas o prazo foi revisto e o presidente anunciou que terminaria ainda nesta quarta. O processo de descida e subida da cápsula de resgate, programado para durar cerca de uma hora por mineiro, levou menos de 30 minutos no final do dia.
Um a um, os resgatados foram atendidos por médicos que avaliaram as condições gerais de saúde. Pelo menos 22 deles já foram transferidos de helicóptero ao hospital da cidade de Copiapó. A maioria estava com a saúde perfeita, e apenas um precisou ser internado por apresentar um quadro de pneumonia aguda.
A mais de 25 horas de resgate foram marcadas por muitos momentos emocionantes e curiosos. O segundo mineiro a ser resgatado, o eletricista Mario Sepúlvera, distribuiu pedras ao presidente Piñera e ao ministro da Mineração, Laurence Golborne. O 21º, o enfermeiro Yonni Barrios Rojas, foi recebido por sua amante, após uma disputa de triângulo amoroso com sua mulher. O ex-jogador de futebol Franklin Lobos recebeu de presente uma bola ao ser retirado, tentou fazer embaixadinhas, mas se atrapalhou.

Deixe o seu comentário , obrigada!

Mision Cumplida - Chile

13.10.2010 
Por César Illiano e Terry Wade

 Foto tirada dentro  da mina, depois dos resgate, pelos Paramédicos - Mais de 22 horas

ACAMPAMENTO ESPERANÇA, Chile (Reuters) - Todos os 33 mineiros presos nas entranhas do Chile voltaram a ver o mundo na quarta-feira, em um emocionante e histórico resgate que pôs fim à angústia de mais de dois meses.
Entre gritos de felicidade, aplausos e festejos, os homens que estiveram 69 dias isolados na mina San José emergiram à superfície, um de cada vez, na diminuta cápsula Fênix, depois de percorrerem 622 metros num túnel escavado na rocha sólida para esse fim.
Especial Chile
Sirenes soaram e balões com as cores nacionais do Chile foram soltos no ar, funcionários se abraçaram e familiares correram para receber o último dos sobreviventes, o chefe da mina.
"Espero que isso nunca mais volte a acontecer", disse o mineiro Luis Urzúa. "Graças a todos, graças a todos os socorristas, graças a todo o Chile", afirmou ele, quem liderou os mineiros durante todo o tempo, planejou as atividades e ações diárias e organizou os turnos.

Os trabalhadores foram resgatados em uma operação sem falhas e que acontece de forma mais rápida que o esperado, acompanhada por milhões de pessoas de todo o mundo.
"Eu o recebo e o cumprimento porque você cumpriu com seu dever, saindo por último como faz um bom capitão", disse o presidente chileno, Sebastián Piñera, a Urzúa depois de abraçá-lo.
"Quero agradecer... os milhares e milhares que trabalharam incansavelmente para que vocês estivessem conosco", acrescentou o presidente entre aplausos e depois de dar o conhecido grito de comemoração no país: "Viva o Chile".
Os mineiros ficaram presos na mina San José por causa de um desabamento em 5 de agosto. Durante 17 dias, acreditou-se que eles estavam mortos, até que uma pequena sonda conseguiu chegar à área onde eles se encontravam, trazendo de volta um bilhete que se tornou famoso: "Estamos bem no refúgio os 33".
"Nascemos todos de novo. O coração estava me saindo pela boca", comentou Yessenia Segovia ao ver a subida de seu irmão Víctor Segovia, que escreveu dezenas de páginas dentro da mina, contando a história da tragédia.
Carlos Bugueño, de 27 anos, foi o 23o a ser resgatado. Como todos os demais, chegou num traje especial, para enfrentar a drástica diferença térmica, e com óculos escuros, para proteger a vista após o prolongado período na escuridão.
"Bem-vindo de volta à vida", lhe disse Piñera, dando-lhe um abraço.
Agora, o mineiro Ariel Ticona poderá conhecer sua filha batizada de Esperanza (Esperança), que nasceu há algumas semanas enquanto ele estava preso há quase 700 metros de profundidade.
Todos os mineiros foram levados de maca para um hospital de campanha montado ao lado do poço, e de lá para um centro médico na cidade de Copiapó. Em geral, apresentam boas condições de saúde. Somente um apresentava um quadro de pneumonia e estava sendo tratado com antibióticos, disse a jornalistas o ministro da Saúde, Jaime Mañalich.
A operação foi acompanhada ao vivo por televisões do mundo inteiro e por milhões de espectadores, segundo as autoridades.
Os familiares pediram que a mina, que autoridades já adiantaram que será fechada, se transforme em uma espécie de santuário onde possam ir a agradecer pelo milagre.
Parto da montanha
A operação de resgate acabou aproximando Chile e Bolívia, países vizinhos que não mantêm relações diplomáticas por causa de uma guerra no século 19, que privou os bolivianos do acesso ao mar.
Um dos mineiros é boliviano, e o presidente Evo Morales foi à mina San José para encontrá-lo e para agradecer Piñera pelos esforços.
Morales ofereceu casa e trabalho para o mineiro Carlos Mamani, que no entanto ficou de pensar melhor, segundo um dos seus dez irmãos, que viajou numa caravana de 35 parentes de Cochabamba até o hospital de Copiapó.
"Ele é um chileno a mais, assim deveríamos ser todos os países, todos irmãos," disse Víctor Zamora, outro mineiro resgatado, referindo-se a Mamani quando ainda era levado para o hospital de campanha.
Outro trabalhador, Edison Peña, fã de Elvis Presley, recebeu dos Estados Unidos um convite para visitar Graceland, a mansão do cantor morto em 1977.
A festa no Chile começou logo depois da meia-noite, quando buzinas, aplausos e sinos soaram no país inteiro para celebrar o "parto da montanha."
O mineiro Mario Gómez, o mais velho do grupo, contou o que viveu aos presidentes do Chile e da Bolívia.
"A única coisa que eu queria era chegar em cima. A vida é uma só, e aqui a gente pensa que é preciso mudar. Eu mudei, sou um homem diferente", afirmou.
Com um humor indestrutível, Mario Sepúlveda, o segundo a ser resgatado, apareceu com uma sacola amarela, da qual tirou pedaços de pedra que distribuiu como uma espécie de souvenir, inclusive ao presidente Piñera.
"Estou muito contente!", gritou Sepúlveda, rindo, socando o ar e abraçando todos os que estavam à sua frente. Mas ele também soube falar a sério.
"Estive com Deus e estive com o diabo. Os dois brigaram por mim, e Deus venceu", disse ele numa entrevista coletiva posterior, na qual cobrou mudanças abrangentes para garantir a segurança dos trabalhadores.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, elogiou a operação. "Esse resgate é uma homenagem não só à determinação dos trabalhadores de resgate e ao governo chileno, como também para a unidade e a determinação dos chilenos, que inspirou o mundo", afirmou.
Ele não foi o único a felicitar o Chile. Piñera recebeu também telefonemas dos seus colegas do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva; da Argentina, Cristina Kirchner; do Peru, Alan García; do México, Felipe Calderón; e da Venezuela, Hugo Chávez.
(Com reportagem adicional de Antonio de la Jara, Fabián Cambero e Ignacio Badal, em Santiago; e de Juana Casas, em Copiapó)


A repercussão do resgate no Chile entre chefes de Estado


O resgate dos 33 mineiros no Chile tem repercussão no mundo inteiro. Diversos chefes de Estado se mostraram emocionados com a operação.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ligou nesta quarta-feira para o líder chileno, Sebastián Piñera, e o parabenizou pelo sucesso da operação de resgate dos mineiros presos há mais de dois meses debaixo da terra. Em um telefonema de 10 minutos, Lula deu os parabéns a Piñera pelo "trabalho extraordinário" e disse que "todo mundo está orgulhoso desse resgate".


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o resgate dos mineiros presos no Chile é uma inspiração para o mundo. "Quero expressar a esperança do povo norte-americano de que todos os mineiros que estão presos debaixo da terra vão retornar a salvo para casa o mais breve possível", disse Obama nos jardins da Casa Branca. Ele assistiu ao resgate pela TV.
O presidente da França, Nicolas Sarkozy, agradeceu hoje os 33 mineradores presos no Chile durante 70 dias a "lição de solidariedade e fraternidade que deram ao mundo". O chefe do Estado francês destacou a "coragem excepcional" e a "grande dignidade" que demonstraram os mineradores "em condições extremas", segundo um comunicado da Presidência francesa.
O presidente do Peru, Alan García, felicitou por telefone seu colega do Chile, Sebastián Piñera, pelo "sucesso" da operação de resgate dos mineradores presos na mina San José e assinalou que essa operação é um "milagre" e a "presença de Cristo".
Já a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, se expressou pelo Twitter: "Chi, chi, chi, le, le, le", exclamou, após se comunicar com o colega chileno, Sebastián Piñera, para cumprimentá-lo pelo resgate dos 33 mineradores presos no norte do país. "Eu disse a Sebastián (Piñera) que isto é um afago de Deus, depois da tragédia de fevereiro", destacou a presidente através da rede social, ao se referir ao terremoto que atingiu o Chile no início deste ano.
O presidente da Bolívia, Evo Morales, foi à cidade de Copiapó, no norte do Chile, próxima à mina San José, de onde foi resgatado o boliviano Carlos Mamani, um dos 33 mineiros presos desde 5 de agosto. "Em nome do governo nacional, não sei como agradecer este esforço. Será histórico, inédito e inesquecível para o povo boliviano resgatar com vida tantos mineiros e o companheiro irmão Carlos", disse Morales à Televisão Nacional de Chile.
O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, exclamou nesta quarta-feira "viva Chile, viva os mineiros", ao celebrar o resgate na mina San José. "Felicito os mineiros e suas famílias, que nos emocionaram com sua coragem, sentido de grupo e união. Abraço todos os chilenos e chilenas, que mantiveram a esperança nesta longa e tensa vigília de mais de dois meses", assinalou o chileno Insulza.

O resgate dos mineiros passo a passo e o que eles fizeram ao sair


O primeiro mineiro a ser resgatado da mina San José, depois de 69 dias de isolamento, foi Florencio Ávalos, e por último saiu o líder do grupo, Luis Urzúa, coroando um resgate espetacular que mobilizou a atenção do planeta.  Foto:Juan Mabromata/AFP

1 hora, 7 minutos atrás
MINA SAN JOSE, Chile (AFP) - O primeiro mineiro a ser resgatado da mina San José, depois de 69 dias de isolamento, foi Florencio Ávalos, e por último saiu o líder do grupo, Luis Urzúa, coroando um resgate espetacular que mobilizou a atenção do planeta.

A seguir uma lista com a ordem de saída dos mineiros e como eles se comportaram ao chegar à superfície:

1- Florencio Ávalos: 31 anos, capataz, casado. Irmão de Renán, outro mineiro preso sob a terra. Na saída, foi recebido pela mulher Mónica e pelo filho Byron, que chorou muito ao ver o pai.
2- Mario Sepúlveda: 40, eletricista, casado. Subiu o túnel gritando dentro da cápsula de resgate e na saída distribuiu pedras trazidas da mina às autoridades. Foi o apresentador da maioria dos vídeos do grupo.
3- Juan Illanes: 52, mineiro, casado. Veterano do conflito fronteiriço entre Chile e Argentina em 1978. Foi abraçado pela mulher e saudou as autoridades presentes.
4- Carlos Mamani: 23, operador de máquinas pesadas, casado e pai de uma filha. Boliviano e único estrangeiro do grupo. Ele se ajoelhou ao deixar a cápsula e foi recebido pela esposa e pelo presidente do Chile, que exibiam bandeiras da Bolívia.
5- Jimmy Sánchez: 19, mineiro, solteiro e o mais jovem do grupo. Muito emocionado ao deixar a cápsula, foi recebido pelo pai.
6- Osman Araya: 30, mineiro, casado, com três filhos. Ao deixar o local, abraçou a esposa Angélica.
7- José Ojeda: 46, encarregado de perfuração, viúvo, diabético e autor da famosa mensagem "Estamos bem no refúgio, os 33". Foi recebido pela filha, que tinha uma bandeira do Chile nas mãos.
8- Claudio Yáñez: 34, operador de máquina, duas filhas. Foi recebido com um longo abraço da companheira, com quem prometeu se casar antes de deixar a mina. O momento foi registrado por uma das filhas com uma câmera de vídeo.
9- Mario Gómez: 63, motorista, casado e com quatro filhas. É o mais experiente do grupo, filho de mineiro. Foi recebido pela mulher, e depois de abraçá-la, ajoelhou-se para rezar.
10- Alex Vega: 32, mecânico de máquinas pesadas, casado. No dia 22 de setembro, celebrou o aniversário no interior da mina. Fez o sinal da cruz e em seguida abraçou a esposa, Jéssica Salgado.
11- Jorge Galleguillos: 56, mineiro experiente, casado, sofre de hipertensão. Foi recebido pelo presidente Sebastián Piñera e seu colega da Bolívia, Evo Morales, que chegou ao local para visitar o compatriota Carlos Mamani, o quarto resgatado. "Bem-vindo à vida", disse Piñera ao abraçar o mineiro.
12- Edison Peña: 34, mineiro, solteiro, havia manifestado o desejo de ser resgatado o mais rápido possível. "Obrigado por acreditar que estávamos vivos", disse ao presidente Sebastián Piñera.
13- Carlos Barrios: 27, mineiro, solteiro. O mineiro deu um longo abraço no pai, Antenor Barrios, que não conteve o choro. "Obrigado a todos", afirmou Carlos para as equipes de resgate.
14- Víctor Zamora: 33, mecânico, casado. Ao sair, abraçou a esposa, Jessica, grávida de três meses. "Víctor, nós estamos agradecidos por vocês, porque nos deram um exemplo de companheirismo", disse o presidente chileno. "Muito obrigado", respondeu o mineiro, visivelmente emocionado.
15- Víctor Segovia: 48, eletricista, casado, escreveu um diário dos quase 70 dias de isolamento. Ao deixar o túnel foi saudado pelo presidente Sebastián Piñera. "Obrigado por tua liderança; vamos ler suas notas", disse Piñera ao mineiro.
16- Daniel Herrera: 27 anos, casado, o último do grupo dos mineiros considerados mais frágeis por suas condições físicas. Deixou de ser taxista para virar motorista de caminhão na mina de San José, onde começou a trabalhar em janeiro deste ano. Foi saudado carinhosamente por sua mãe, Alicia Campos. Também foi abraçado pela primeira-dama Cecilia Morel.
17- Omar Reygadas: 56, eletricista, casado, recém-contratado para trabalhar na mina. Agradeceu às autoridades e, depois de deitar na maca, exibiu uma bandeira do clube Colo Colo - o mais popular do país- e a beijou várias vezes.
18- Esteban Rojas: 44, encarregado de manutenção, saiu às 14h50, se ajoelhou e ergueu as mãos para o céu. Depois abraçou a esposa, Jessica Yáñez, a quem - depois de 25 anos de casamento civil - prometeu se casar na Igreja, numa carta que enviou enquanto estava na mina.
19- Pablo Rojas: 45 anos, encarregado de explosivos, casado. Trabalhava há menos de seis meses na mina. Abraçou efusivamente o ministro de Mineração, Laurence Golborne, e também saudou com os braços erguidos os socorristas. É primo de Esteban Rojas.
20- Darío Segovia: 48 anos, operador de máquina, casado. Foi recebido pela esposa, Jessica Chille, que tirou várias fotografias do marido enquanto ele saía da cápsula. Depois, se abraçaram longamente.
21- Yonni Barrios: 50, eletricista, casado e encarregado do acompanhamento médico dos mineiros por seus conhecimentos de enfermagem. No exterior da mina San José, duas mulheres que disseram ser suas companheiras travaram uma disputa que terminou em briga. Por fim sua amante, Susana, o recebeu com um longo abraço na saída do duto.
22- Samuel Ávalos: 43, mineiro, casado e com antecedentes no uso de entorpecentes. Ao sair à superfície, beijou longamente sua esposa Ruth, com a qual tem quatro filhos. Apesar do sobrenome, não é irmão de Florencio nem de Renán Avalos, presos junto com ele na mina San José.
23- Carlos Bugueño: 27, mineiro, solteiro. Ao sair da cápsula, ficou abraçado por um longo tempo com a mãe, que esteve à sua espera no acampamento desde o primeiro dia do acidente, e posteriormente cumprimentou o presidente Sebastián Piñera, quem deu boas-vindas "à vida".
24- José Henríquez: 54, encarregado de perfuração, casado e guia espiritual dos mineiros. Sua esposa não conseguiu conter o choro ao ver o marido sair da cápsula, abraçando-o longamente, e ambos levantaram as mãos em um sinal de êxito e felicidade.
25- Renán Ávalos: 29, mineiro, solteiro, irmão de Florencio Ávalos. O mineiro abraçou sua companheira por longos segundos, enquanto o restante da família Ávalos se abraçava no acampamento, ao ver libertado o segundo dos irmãos soterrados.
26- Claudio Acuña: 44, operador de perfuradora, solteiro, trabalhava na mina há apenas três dias antes do soterramento. O mineiro foi direto para os braços da mulher, a quem deu um grande abraço que também incluiu a filha de dois anos, que chorava, e posteriormente entrou no hospital de campanha envolto numa bandeira chilena.
27- Franklin Lobos: 53, motorista, solteiro e ex-jogador profissional de futebol. Foi recebido por sua filha, Carolina Lobos, que o abraçou entre soluços e lhe entregou uma bola com a frase "estamos te esperando", que Lobos utilizou para fazer embaixadinhas, cumprimentando logo depois o presidente Sebastián Piñera.
28- Richard Villarroel: 27, mecânico, solteiro. O mineiro foi recebido com lágrimas pelos irmãos e pela mãe, que pensava que seu filho era comerciante porque Villarroel nunca contou que trabalhava em uma mina. A mãe de seu futuro filho está perto de dar à luz, e por isso precisou assistir ao resgate de casa.
29- Juan Aguilar: 49, supervisor, casado. Após 19 anos trabalhando como mineiro e quase 70 dias preso pelo desmoronamento, Aguillar foi recebido pela mulher, que abriu passagem entre técnicos e funcionários para beixar o marido assim que ele saiu da cápsula de resgate.
30- Raúl Bustos: 40, mecânico hidráulico, casado. Trabalhava como mecânico nos estaleiros da Marinha chilena em Talcahuano, porto destruído pelo tsunami de 27 de fevereiro. O mineiro foi recebido com um beijo por sua sorridente mulher, Carola Narvaez, e disse ao presidente Sebastián Piñera, a quem saudou com um abraço, que seguisse "pelo mesmo caminho".
31- Pedro Cortez: 24, eletricista, solteiro, pai de uma filha. Vítima de um acidente anterior que lhe custou um dedo, o mineiro foi recebido por sua prima pequena, que se derramou em lágrimas e abraçou o tio.
32- Ariel Ticona: 29, motorista de máquina pesada, casado. Recebido por sua esposa, Elizabeth, a quem abraçou e beijou em meio a risos e lágrimas, Ticona ganhou sua terceira filha durante os 69 dias sob a terra, e a chamou de Esperanza.
33- Luis Urzúa: 54, topógrafo, chefe de turno, casado e lider do grupo. Abraçado por seu filho com grande emoção e recebido pelo presidente chileno, Sebastián Piñera, o "chefe" emergiu do túnel de resgate às 21H55. Urzúa conversou durante um bom tempo com Piñera, antes cantar o hino nacional e apertar a mão de diversos funcionários do governo e de socorristas.
Com a saída dos 33 mineiros, permaneceram no fundo da mina 6 socorristas que organizaram os trabalhos de resgate e serão içados nas próximas horas.